FAQs.JPG

Perguntas

frequentes

INFORMAÇÃO GERAL

Em que circunstâncias posso recorrer à ajuda do PPSP?


Sempre que sinta necessidade de falar sobre qualquer assunto que o está a preocupar ou a afectar o seu bem-estar psicológico. Alguns exemplos:

  • Fatores de stress ou mudanças significativas de vida.

  • Dificuldades conjugais (divorcio, separação).

  • Problemas familiares.

  • Fadiga.

  • Equilíbrio entre vida pessoal e laboral.

  • Luto.

  • Ansiedade de performance (sim-checks, progressões técnicas, avaliações e cursos de comando).

  • Pressão organizacional.

  • Preocupação com um colega.

  • Questões relacionadas com a sua carreira profissional.

  • Problemas financeiros.

  • Preocupações com a saúde.

Os Peers estão disponíveis para o ajudar. O seu bem-estar enquanto pessoa e Piloto são sempre a prioridade.

Embora os Peers não possam tomar decisões por si, ou resolver diretamente o seu problema, eles também são Pilotos e, acima de tudo, estão treinados para o apoiar.

Todos os Peers recebem formação específica, que lhes dá competências essenciais de escuta ativa e de ajuda empática. Para além disso, são supervisionados por uma equipa independente de especialistas em saúde mental. Estão inteiramente dedicados a ajudá-lo a encontrar uma solução para os seus problemas.




Resumidamente, como é que o programa funciona?


Assim que pede para ser contactado por um Peer através do nosso website, recebe uma confirmação automática do seu pedido por SMS ou e-mail.

O primeiro Peer que estiver disponível entra em contacto consigo por mensagem para combinarem uma conversa telefónica, num horário que seja conveniente para ambos.

Nesta conversa inicial, pode explicar a situação, o que o preocupa ou que dificuldades está a sentir. Não se preocupe se não souber por onde começar... O Peer saberá colocar-lhe as perguntas certas para que esta conversa se torne mais fácil. Depois de o escutar atentamente, irão refletir em conjunto sobre as melhores opções existentes para resolver o seu problema.




Quão grave precisa de ser a minha situação, para eu contactar o PPSP?


Na vida de todos nós surgem, por vezes, complicações que são especialmente desgastantes e difíceis de gerir. Se está com um problema que afeta o seu bem-estar emocional, é preferível falar e procurar ajuda, do que deixar passar o tempo e permitir que o problema se agrave. É aconselhável evitar chegar a esse ponto, por isso, quanto mais cedo procurar ajuda, melhor o Peer o poderá ajudar.




Será que posso falar com um Peer sobre problemas operacionais? Ele dará feedback desta questão à companhia?


Se uma questão operacional lhe está a gerar desconforto, frustração ou stress significativo, estamos aqui para o ouvir. Contudo, atendendo à natureza totalmente confidencial deste serviço, não será dado qualquer feedback do seu contacto à companhia. O que podemos fazer é direcioná-lo para os canais adequados, onde o seu feedback poderá ser útil.




Disponho de uma informação ou conheço uma organização que pode ser de grande utilidade na ajuda aos pilotos que recorrem a este programa. Posso enviar à equipa do PPSP?


Claro que sim. Temos o maior interesse em receber sugestões. Este programa é feito por Pilotos para Pilotos. Use o email tapsupport@centreforaviationpsychology.com para enviar a informação.




Se estiver preocupado com um Piloto, quando devo contactar o PPSP?


É sempre preferível ser a própria pessoa a contactar-nos. Contudo, pode ter receio de o fazer ou não ter consciência de que o seu problema o está a afetar, nomeadamente no seu bem-estar, na sua performance profissional ou na forma como se relaciona com outros, colegas ou familiares.

Ou pode não ter consciência que o seu problema está a afetar a sua performance profissional ou a forma como se relaciona com os colegas.

Se pensa que o estado de um Piloto apresenta fortes indícios de risco para a segurança, do próprio ou de terceiros, tem o dever de informar.




Eu sou familiar de um Piloto da TAP Air Portugal ou da Portugália e estou preocupado com o seu bem-estar ou com a sua saúde psicológica. Posso contactar o programa?


É desejável que convença primeiro o seu familiar a contactar-nos diretamente. Se isso não for possível e quiser falar com um Peer, pode sempre contactar-nos.
Estamos disponíveis para o ajudar a refletir sobre o problema e encontrar as melhores opções para o resolver.




Pretendo reportar uma emergência. Posso usar este programa?


Este programa não se destina a resolver situações de emergência.




Como posso apresentar o meu feedback sobre este programa?


Identificou algo que possamos melhorar? Envie-nos o seu feedback para podermos analisar.

Agradecemos que nos contacte diretamente para tapsupport@centreforaviationpsychology.com. Pode também contactar peersupport.safety@tap.pt





PEDIR UM CONTACTO

Como são distribuídos os contactos pelos Peers (e quem tem acesso ao meu pedido de contacto)?


Assim que submete um pedido de contacto, o nosso sistema informático envia uma mensagem automática para todos os Peers, indicando que entrou um pedido de contacto. O primeiro Peer que está disponível faz login e “recebe” o seu pedido de contacto. Apenas este Peer terá acesso aos seus dados. Nenhum outro Peer terá acesso ao seu pedido de contacto.




E se eu conhecer o Peer que me foi atribuído?


Se o Peer que lhe foi atribuído for uma pessoa com a qual tem proximidade, e se essa condição não for considerada benéfica no âmbito deste programa, poderá ser atribuído outro Peer.




E se eu quiser trocar de Peer?


Se conhecer o Peer que lhe foi atribuído ou preferir trocar por outra pessoa, tem duas opções:

1) Fale diretamente com o seu Peer e diga que gostaria de falar com outra pessoa;

2) Fale com a equipa do PPSP, através do email tapsupport@centreforaviationpsychology.com. Faremos os possíveis para atribuir outro Peer.

Independentemente das características pessoais de cada Peer, garantimos que todos foram treinados adequadamente para serem capazes de o ouvir, de não julgar e de apoiar no que precisar.




Posso falar pessoalmente com o meu Peer, ir tomar um café para conversarmos?


Os Peers são treinados para o ajudar de uma forma amigável e empática. Para garantir o apoio mais adequado e eficaz possível, é essencial que se mantenham determinados limites na relação.




Que informações tenho que deixar no formulário de pedido de contacto?


Basta que nos indique um contacto de email ou de telefone. O nome é opcional.




Porque é que no contacto inicial tenho que escolher se quero ser contactado em 12h, 24h ou 48h, em vez de ligar e falar logo diretamente com alguém?


Os nossos Peers são Pilotos e, por isso, encontram-se muitas vezes a voar. O contacto pode não ser imediato, mas o seu Peer fará o que puder para responder o mais próximo possível do tempo que escolheu.





ETAPAS DO PROCESSO

O que acontece na primeira conversa telefónica?


O seu Peer irá ligar-lhe no horário que for conveniente para si, para terem uma primeira conversa telefónica. Nesta chamada irāo tentar definir a melhor forma de o ajudar de forma direta ou encaminhando-o para os canais mais adequados à sua situaçāo.




Um Peer pode intervir por mim, diretamente, falar por mim ou defender-me (ex: retirar-me da rotação de voo, falar com as chefias por mim)?


Não. Um dos pressupostos deste programa é o de que possa tomar as suas próprias decisões e ações para resolver o seu problema ou a situação em que se encontra. Contudo o seu Peer poderá apoiá-lo na tomada de decisões.




Um Peer pode decidir se eu estou em condições de voar?


Uma das funções do Peer é apoiá-lo. Assim, se for o caso, o Peer poderá ajudá-lo a chegar a essa decisão, e explorar consigo quais os meios mais apropriados para atuar. Uma das suas funções é dar-lhe apoio para que chegue às suas próprias conclusões, acompanhando-o depois no processo que as suas decisões requeiram.




Quais são os limites deste programa?


O seu Peer recebeu formação e treino por uma equipa especializada em Psicologia da Aviação e está disponível para o apoiar com todo o conhecimento e recursos de que dispõe. Contudo, os Peers não são técnicos de saúde. Se houver necessidade de recorrer a uma ajuda medica especializada, ele poderá encaminhá-lo para os recursos mais adequados ao seu caso.




E se o meu Peer não me puder ajudar?


O seu Peer irá prestar-lhe todo o apoio que necessita, dentro daquilo que são os seus limites e conhecimentos. Se por algum motivo precisar de ajuda mais específica, o Peer está preparado para o direcionar para serviços ou recursos mais adequados ao seu caso.





PROBLEMAS TÉCNICOS

Não recebi o email ou mensagem de confirmação do meu pedido.


Pedimos desculpa pelo inconveniente. Se não receber nenhuma confirmação no espaço de 10 a 15m, por favor submeta um novo pedido.


Se preferir, contacte-nos diretamente para o email tapsupport@centreforaviationpsychology.com, e tentaremos responder-lhe o mais brevemente possível.




Tenho uma pergunta que não se encontra nesta lista.


Contacte-nos diretamente e envie-nos a sua questão. Responderemos assim que possível.





CONFIDENCIALIDADE

Este serviço é mesmo independente?


Sim. Tanto a TAP Air Portugal como a Portugália reconhecem que, para este serviço funcionar adequadamente, necessita de uma gestão que seja totalmente independente da companhia aérea, das associações e sindicatos profissionais e da ANAC. Este ponto é, inclusivamente, uma recomendação dada pela EASA.


Embora a “linha da frente” deste serviço seja um conjunto de pilotos voluntários da TAP Air Portugal e da Portugália, ele é gerido por uma empresa externa e independente – o Centre for Aviation Psychology (CAP) – de forma a garantir a qualidade e o profissionalismo do serviço prestado.




Este serviço é confidencial?


Sim. Os dados individuais dos utilizadores deste serviço são estritamente confidenciais e estão ao abrigo do Regulamento Geral de Proteção de Dados e das regras de sigilo profissional existentes, em particular, nas áreas da Medicina e da Psicologia.




Quais são os limites dessa confidencialidade?


A confidencialidade é levada muito a sério. Contudo, se partilhar connosco algo preocupante, que envolva a sua segurança ou a segurança de terceiros, tal como em qualquer outro contexto de cuidados de saúde, somos obrigados (ética e legalmente) a intervir e quebrar a confidencialidade.


Nestes casos extremos e raros, o Peer que lhe foi atribuído irá seguir um protocolo específico, entrando em contacto com a Supervisão Clínica (CAP), para decidirem em conjunto qual será a forma mais adequada de agir. No entanto, eles tentarão sempre trabalhar em colaboração consigo, para perceber a melhor forma de manter a sua segurança e a dos demais, tendo o seu consentimento, sempre que possível.




Que medidas foram tomadas para garantir a minha confidencialidade?


Para poderem participar no programa, todos os voluntários assinaram um Código de Conduta e Confidencialidade, onde se incluem cláusulas de comportamento ético e de confidencialidade. Para além disso, são devidamente treinados para respeitar, compreender e proteger a confidencialidade.

Toda a comunicação eletrónica e os registos dos contactos realizados entre si e o seu Peer são guardados num sistema encriptado e seguro e obedecem às normas de proteção de dados vigentes em Portugal (Regulamento Geral de Proteção de Dados).




Que dados são armazenados e quem tem acesso?


O seu contacto é armazenado num sistema encriptado e seguro. Apenas a Supervisão Clínica e o seu Peer poderão aceder a esta informação.

De acordo com as regras de proteção de dados emitidas pela Comissão Nacional de Proteção de Dados, será possível, em qualquer momento, pedir para consultar os seus dados. Para o fazer, por favor contacte-nos através do email tapsupport@centreforaviationpsychology.com.




E se eu encontrar o meu Peer num contexto diferente (ex: em linha, numa formação ou socialmente)?


A não ser que já conhecesse o seu Peer antes de ter iniciado o processo de acompanhamento, ele apenas terá falado consigo por telefone – poderá ser provável que não se reconheçam. No entanto, se isso ocorrer, o seu Peer irá cumprimentá-lo apenas como colega Piloto (não enquanto Peer). Não deverá ser mencionada a via pela qual se conhecem.


De igual modo, nunca deverão discutir algo sobre a sua situação ou o seu problema num contexto deste tipo: porque é fundamental respeitar a sua privacidade e garantir a sua confidencialidade e limites; porque outras pessoas podem ouvir; e porque não seria o contexto adequado para o fazer.